NotíciasSaúde

Procon-PE apreende 33 pomadas proibidas de comercialização pela Anvisa

 

Em mais uma série de fiscalizações para retirar de circulação no mercado as pomadas de trançar cabelos proibidas de comercialização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Procon Pernambuco vistoriou, nessa terça e quarta-feira (07 e 08/02), pelo menos 15 estabelecimentos localizados na Região Metropolitana do Recife (RMR). Um total de 31 embalagens da pomada modeladora Master Fix, da marca Cristal, foi encontrada, ainda expostas à venda, em uma loja no bairro de São José, área central da capital. A empresa foi autuada e terá o prazo de 20 dias para apresentar defesa. Os fiscais também encontraram mais duas unidades da pomada Modeladora Master Fix, em um salão de beleza no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife.

Todas as embalagens foram recolhidas e serão enviadas à Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa). As fiscalizações do Procon/PE atendem à medida da Anvisa, que determinou a proibição do uso, produção, distribuição e comercialização de 26 tipos de pomadas de trançar cabelos, após os consumidores de vários estados registrarem relatos de irritação ocular, pálpebras inchadas e dores nos olhos, além de dificuldade de enxergar após o uso do produto.

Na primeira quinzena de janeiro, o órgão de defesa do consumidor já havia realizado fiscalizações na RMR para identificar locais que estivessem comercializando o produto, mas nada foi encontrado nos 21 estabelecimentos vistoriados. “Pedimos a sensibilidade dos comerciantes e dos profissionais para que não utilizem esses produtos proibidos, pois estarão colocando a saúde das pessoas em risco e terão que responder por isso”, reforçou a secretária de Justiça e Direitos Humanos, Lucinha Mota.

As denúncias podem ser feitas ao Procon/PE de forma anônima, por ligação, e-mail ou Whatsapp, inclusive com a apresentação de fotos e vídeos, através dos seguintes canais: 0800.282.1512; denuncia@procon.pe.gov.br ou WhatsApp 3181-7000.

 

Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário