FamososNotícias

Atraso e sobrecarga: Por que Ludmilla e Ivete Sangalo cancelaram turnês com produtora

Ivete Sangalo e Ludmilla anunciaram o cancelamento de suas turnês nesta quarta-feira (15) após problemas com a produtora 30e, que organiza grandes eventos de outros artistas, como Jão. Sobrecarga, atrasos e baixas vendas causaram a situação, entre outros motivos.

Segundo o F5 apurou, a 30e não cumpriu prazos de entrega e apresentação de logística para as cantoras. No caso de Ivete, a 30e não apresentou como seria, em detalhes, a apresentação que iria abrir a turnê, em Manaus (AM).

A empresa organizava tudo sozinha, sem o apoio de produtoras locais —o que não é comum no mercado. Normalmente, por questões de logística, profissionais da região fora do eixo Rio-São Paulo ajudam a realizar as apresentações de grandes artistas nacionais.

Havia também falta de retorno financeiro. As vendas da turnê A Festa, que comemoraria os 30 anos de carreira de Ivete Sangalo, não estavam boas. O mesmo se aplica a Ludmilla e sua In The House.

Desde o início de abril, produtores de algumas capitais haviam sido informados de que os shows da turnê de Ludmilla não iriam ocorrer. Foi o caso de Aracaju (SE), que teve baixo retorno de vendas para a apresentação da carioca. A 30e é especializada em grandes eventos que se assemelham aos feitos por grandes artistas da música internacional em grandiosidade. Mas, para as cantoras e suas equipes, no entanto, a produtora admitiu que está em sobrecarga.

Dos 14 eventos realizados por ela atualmente, sete são grandes turnês. Procurada pelo F5, a 30e afirmou em comunicado que houve falta de demanda na venda de ingressos e problemas de comunicação entre as partes.

“Em relação à turnê ‘Festa’, por questões de demanda, a empresa propôs à artista e sua equipe uma readequação da estrutura e produção e foi surpreendida com o comunicado do cancelamento. Em relação à turnê ‘Ludmilla in the House Tour’, não houve nenhuma negociação anterior à decisão exclusiva da artista”, diz a nota.

Ivete e Ludmilla anunciaram os cancelamentos quase juntas, separadas apenas por uma hora. Ambas acusaram a produtora 30e, que organizaria as duas turnês, de não garantir as condições necessárias previstas em contrato para o início dos shows. No caso de Ludmilla, o primeiro show estava previsto no dia 25 de maio. Ivete deveria fazer a primeira apresentação no dia 1º de junho.

“Sempre tive grande preocupação em levar grandes experiências para o meu público. É o que tenho feito nesses últimos anos”, escreveu Ludmilla. “A decisão, embora dolorosa, revelou-se necessária a partir da constatação de que a produtora responsável pela realização dos shows não conseguiria garantir as condições necessárias para que as apresentações acontecessem da forma como foram concebidas, com a excelência e segurança prometidas e acordadas”, lamentou Ivete.

 

Deixe seu comentário