Brasil

Lula reclama de cardápio de banquetes do Itamaraty; ministério já gastou R$ 4,4 milhões em 2023

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reclamou, nesta terça-feira, 27, das “comidas de palácios” oferecidas às autoridades e chefes de Estado em reuniões diplomáticas. Em tom bem humorado na live semanal, o presidente afirmou que não costuma comer bem em viagens internacionais e que “tem brigado” com o Itamaraty para melhorar cardápio servido aos convidados. Nos seis primeiros meses de 2023, o Ministério das Relações Exteriores já gastou R$ 4,4 milhões com alimentação em eventos oficiais.

Durante a live “Conversa com o Presidente”, conduzida pelo jornalista Marcos Uchôa, da TV Brasil, Lula disse ainda que “tem brigado com o Itamaraty”. O presidente ainda reclamou da pouca quantidade de comida nos encontros: “Pode ser guloseima da minha parte, mas eu gosto de quantidade”.

“Eu tenho brigado com o Itamaraty para melhorar a comida. A comida não está boa”, afirmou em tom bem humorado.

De forma contraditória, o líder do Planalto, afirmou noutro momento que “ninguém precisa comer dez vezes ao dia” enquanto outros passam fome.

– Imagine uma cidade em que pouca gente tem muito dinheiro e muitos não têm nada, aquela cidade vai ter violência, miséria, desemprego, analfabetismo. Agora, quando todo mundo tem um pouco de dinheiro, tem progresso, qualidade de vida, emprego. É preciso que todo mundo tenha um pouco daquilo que ele produz para a sociedade ver a distribuição ser justa para todo mundo. É isso que nós temos que fazer – enfatizou.

De acordo com o petista, sua missão é fazer as pessoas acreditarem que tal ideal de sociedade é possível de ser alcançado.

– Ninguém precisa comer dez vezes ao dia enquanto o outro passa dez dias sem comer. Se todos comerem um pouco todo dia, todos estarão de barriga cheia. Todos estarão felizes, ninguém precisa roubar, ninguém precisa fazer nada. É este mundo que nós temos que colocar na cabeça das pessoas, que esse mundo é possível. Quase fizemos entre 2003 e 2015, a gente pode fazer, e a gente vai fazer, temos três anos e meio pela frente – declarou.

Deixe seu comentário