NotíciasPolíticaSerra Talhada

“O povo pede e clama por isto”, afirma presidente do Podemos sobre o nome de Luciano Duque

Nesta sexta-feira (07), Aron Lourenço, presidente do partido Podemos em Serra Talhada, concedeu uma entrevista ao programa “Frequência Democrática” na rádio Vilabela, onde discutiu as estratégias da oposição para enfrentar a prefeita Marcia Conrado nas eleições deste ano. Diante do cenário onde Luciano Duque não deve sair candidato, Aron Falou sobre os nomes que podem ser lançados.

Durante a entrevista, Lourenço destacou a preparação do Podemos, mencionando vários nomes fortes dentro do partido que podem ser candidatos. “Nós temos bons quadros, como Vandinho, Ronaldo, e Miguel Duque, que têm acompanhado todo esse processo. Além disso, Marcos Godoy é outro nome importante filiado ao Podemos”, afirmou Lourenço.

Ele enfatizou a importância de manter todas as possibilidades em aberto, especialmente em relação a Luciano Duque. “Nada está descartado. A situação do Luciano pode dar uma reviravolta, e o povo clama por isso. Em todos os cantos que andamos com Luciano, a população mostra apoio ao seu nome”, comentou.

Lourenço sublinhou que o Podemos está comprometido com a seriedade na política e destacou a confiança que os membros do partido têm no processo. “Entramos nesse processo para organizar o partido e garantir que a política seja tratada com seriedade. Nossos quadros vieram porque confiam nesse processo”, explicou.

Ele também mencionou a aliança com outros partidos, como o Agir e o PRD, e destacou outros nomes importantes na oposição, como Euclides Ferraz e Jailson Araújo. “Quem pensou que a retirada de Luciano do páreo seria fácil se enganou. A eleição ainda nem começou, e já estamos vendo um grande agito”, observou Lourenço.

Aron Lourenço criticou as tentativas de afastar Luciano Duque da disputa, considerando inadmissível qualquer tentativa de eliminar um candidato forte. “A competição é o que torna a eleição um clássico. Tentativas de retirar Luciano do páreo são inadmissíveis”, concluiu ele lamentando a decisão do Solidariedade de não permitir a candidatura do atual deputado estadual.

Deixe seu comentário