PF prende hacker em Minas e faz buscas em Petrolina em operação contra megavazamento de dados de 223 milhões de brasileiros

0
0

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta sexta-feira (19), o suspeito do megavazamento de dados de 223 milhões de brasileiros. O hacker, de 24 anos e conhecido como Vandathegod, foi detido em Uberlândia, no interior de Minas Gerais.

A PF identificou o suspeito pela prática dos delitos de obtenção, divulgação e comercialização dos dados, bem como um segundo hacker que estaria vendendo os dados por meio suas redes sociais.

Nesta sexta, são cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva nos municípios de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, e em Uberlândia, no interior de Minas Gerais, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

A Operação Deepwater investiga os fatos criminosos relacionados à obtenção, divulgação e comercialização de dados pessoais de brasileiros, dentre esses diversas autoridades públicas.

De acordo com as investigações, em janeiro de 2021, por meio da internet, inúmeros dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas, como CPF/CNPJ, nome completo e endereço, foram ilicitamente disponibilizados em um fórum na internet especializado em trocas de informações sobre atividades cibernéticas.

Segundo a PF, divulgação de parte dos dados sigilosos foi feita gratuitamente por um usuário que, ao mesmo tempo, expôs à venda o restante das informações sigilosas que poderiam ser adquiridas por meio do pagamento em criptomoedas. Do Blog do Jamildo.